Bike News:

Quarta, 09 Abril 2014 17:26

5 Passos para viajar de bicicleta

Escrito por 
    Avalie este item
    (3 votos)

    Dicas para fazer a primeira cicloviagem

     

    Vontade

    Primeiro é preciso querer fazer a viagem. 90% de uma viagem com certo grau de aventura é resolvida na vontade. Por mais preparado, ou por mais que você gaste com equipamentos de primeira, perrengues acontecem. SEMPRE.  E para resolver problemas inesperados é preciso que o espírito esteja preparado para tal. Inclusive pra fazer a viagem só caso não aparece um companheiro com as mesmas ideias.

     

    Pedalar

    É preciso estar pedalando para enfrentar uma viagem. Seja ela autônoma ou guiada por uma agência. Por pedalando, pode até ser spinning em academia ou passeio no parque, mas as pernas precisam ter alguma adaptação para o ciclismo. O tipo de viagem que você vai poder fazer dependerá do quanto você pedala. Fazer Santiago de Compostela sendo um pedaleiro de parque ou academia, esqueça. Os exemplos acima, lhe credenciam pra fazer uma viagem guiada e bem leve, talvez só por praias, mas já é um começo. O ponto ideal para suportar viagens autônomas é estar confortável com um pedal de 40 km durante um dia inteiro.

     

    Pesquisar

    Não sendo uma viagem guiada, pesquisar e perguntar é algo fundamental para fazer cicloturismo. Nada contra o cicloturismo com agências, que é também divertido, mas sair por aí de bike sem ter alguem dizendo onde parar ou o que fazer é algo muito mais rico. E para isso é necessário ser curioso e gostar de descobrir coisa nova todo dia. Esse aprendizado começa antes da partida, perguntando a quem foi, pesquisando e coletando informações. Alguns diriam que esta etapa seria o planejamento, mas em uma viagem autônoma você decide onde começar e onde terminar para saber a distância. Depois divide esse valor por por sua média diária para saber quantos dias pedalando, soma um ou dois de reserva e tem o total de dias. O resto é coletar informações dos lugares por onde vai passar e partir, portanto pesquisar acima de tudo. Ficar fazendo planilha de onde vai dormir todo dia é bobagem. Deixe a viagem acontecer.

     

    Se equipar

    Compra a bike mais cara não é garantia de uma viagem sem problemas mecânicos. Pode ser exatamente o contrário. Conjuntos mais precisos suportam menos peso e condições adversas. Se algo sofisticado der problema no meio do nada, tudo complica. Bicicleta de cicloturismo deve ser confortável e resistente. Nos acessórios, preço maior, pode sim significar mais conforto. Quanto maior for a viagem, mais um equipamento que resolva de primeira um problema é melhor. Um alforje estanque onde você não precise ficar ensacando duplamente sua roupa, peças de vestuário com tecidos especiais que esquentam e secam rápido facilitam a vida e pesam menos, lanternas que realmente iluminam sem consumir muita bateria, etc. Pesquise e peça dicas de quem realmente já usou em viagem os produtos. Pitaco qualquer um de grupos de internet sabe dar.

     

    Testar

    Quanto achar que tem o kit ideal, teste em uma viagem curta. Se o projeto é um pedal de uma semana, faça um de  dois dias usando tudo. De malabike a acampamento. Se for de 20 dias, faça um teste de 4 dias perto de casa. Assim você evita deixar peças de roupa em arbustos no meio do caminho ou fazer doações involuntárias no meio da viagem. Eu já vi isso acontecer.

     

    Depois disso é só marcar a data e partir. Sempre vai faltar algo, afinal perrengue faz parte da brincadeira. Improvise, se descubra um revolvedor de problemas como nunca achou que fosse e divirta-se. O máximo que pode acontecer é você ficar sem voz na volta de tanto contar histórias para os amigos.