Bike News:

Alforjes para cicloturismo

Quarta, 16 Março 2011 13:46

Treinamento para cicloviagem

Escrito por 
    Avalie este item
    (0 votos)

    O quanto treinar para poder fazer uma cicloviagem como Santiago de Compostela? 

    Essa é uma pergunta que muitos me fazem sobre Santiago. Agora tenho respondido que o treinamento para as pernas pode ser zero, para a cabeça é outra história.

    O que pode fazer você ter problemas em uma viagem de bike de mais de três dias é a cabeça e não as pernas. A parte física pode ratear um pouco nos primeiros dias, mas a cada dia de viagem tudo melhora. A mental é o contrário, sentir-se incomodado com o esquema de viagem sobre duas rodas gera problemas uma maior que o outro, é uma bola de neve.

    O senso comum diz que para aqueles que pedalam 40 km por saída em finais de semana não deve ter problemas físicos quando sai em viagem, mesmo com alforjes. Talvez nos dois primeiros dias a perna fique mais pesadinha, mas ela solta a partir do terceiro.

    O que podemos chamar de treino para quem pretende fazer um Santiago de Compostela ou o Caminho da Fé aqui no Brasil, é uma pequena viagem de no mínimo três dias com alforje. O objetivo deve ser avaliar se três ou mais dias sobre uma bike não é um problema ao invés de prazer. O que precisa ser treinado é a mente.

    Se você esta inseguro, faça primeiro uma viagem de três dias com apoio, mas depois teste uma de quatro ou cinco com alforje no esquema auto-guiado.

    Segundo a lenda que corre no caminho, só desiste no meio da rota quem não esta pronto. Com a mente pronta.

    Claro que tem muita gente que az rota como uma prova de longa distância, mas se você separou ao menos 16 dias para o caminho poderá se preocupar em somente treinar a paciência. Se é que há treino para isso.

    Com esse tempo dá para começar manso dando tempo para as pernas entrarem no ritmo ao longo do trajeto.

    O tempo tranqüilo para fazer Santiago sem problemas físicos é de 20 dias, contando os dias de viagem de avião. Com dezoito para pedalar dá para desperdiçar uns três dias. Santiago de Compostela, Caminho da Fé e outros caminhos auto-guiados não são simplesmente passeio e sim experiência. Experimente os locais por onde passa e você verá que nem vai notar o esforço das pernas.